LU.GAR.CONTADO

Exposição multimédia e sessões de contos

Museu Nacional de Arqueologia
Praça do Império, Lisboa
18 de maio a 18 de setembro

Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino
Rua Maria Barreto Bastos, n.º 36, Torres Vedras
22 de setembro a 30 de outubro

Biblioteca Municipal de Sobral
Rua do Município, Sobral de Monte Agraço
6 a 27 de novembro

Ver e reservar lugar nas próximas sessões de narração e oficinas desta iniciativa

saber mais

Tradição Oral, um património vivo

saber mais

Outros LU.GA.res

FESTA DO LU.GAR

Beringel, Beja

30, 31 de julho
1 de agosto
saber +

São tantas as maneiras de pensar os lugares, de contar os lugares. Aquela que aqui apresentamos nasce de uma parceria de muitos anos entre agentes culturais a desenvolver os seus projectos artísticos a partir de cooperativas culturais e associações -  narradores e músicos, mediadores de leitura, ilustração - criadas com a vocação de intervir culturalmente nas comunidades, de re-ligar, criando diálogos entre a memória e a contemporaneidade, através do cruzamento de visões, imaginários e narrativas.

São razões de afeto e de relação com o património humano vivo do lugar e a possibilidade de oferecer uma experiência cultural construída em torno das muitas expressões do imaterial: da memória, da tradição oral, das práticas artesanais e dos conhecimentos tradicionais sobre a terra e universo - que nos fizeram optar por Beringel. Importava fazer com sentido e desenvolver um projeto que ampliasse a experiência das comunidades em que se insere,  um património vivo, em plena transformação, aberto ao diálogo e à partilha comunitária.

LU.GAR.OCULTO

OU A INSÓLITA HISTÓRIA DO LUGAR

16, 17 e 18 de julho em
Torres Vedras

 + informação
PODCASTS
e
ITINERÁRIOS VIRTUAIS
no
MORRO VELHO DE LISBOA

LU.GAR.OCULTO.LX

visitar +

2018 - 2019

A primeira fase do projeto centrou-se na malha urbana de Alenquer. Visite

ver +

2020

A segunda fase do projeto, foi exclusivamente virtual devido à pandemia. Visite

ver +

2021 - 2022

Esta terceira vida do projeto propõe ações presenciais e iniciativas virtuais. Visite

ver +

LU.GAR propõe mapear territórios culturais. Sobre esse mapa queremos inscrever novas narrativas que reinterpretem as memórias do lugar e criem novas vivências utilizando discursos e percursos artísticos.
Enquanto criadores e produtores culturais defendemos a confluência entre memória, ecologia e arte. Investigamos e criamos a partir das dimensões social, científica, política, ecológica e filosófica da nossa era, já caraterizada como Antropoceno. Este projeto reflete as nossas opções de trabalho fundindo a história dos lugares com a memória viva dos habitantes e com intervenções artísticas multiplataforma - novos média, teatro, narração oral, artes visuais.
LU.GAR pretende construir uma relação inclusiva com a comunidade. Várias ações são desenhadas a partir da escuta e estudo da tradição oral local, histórias de vida e saberes tradicionais - com a colaboração ativa da população residente - enquanto outras são implementadas em locais marcantes da memória coletiva, incentivando o diálogo e fruição públicos.

O espírito do LU.GAR

Enquanto criadores e produtores culturais defendemos a confluência entre memória, consciência ecológica e arte. Enquanto artistas, investigamos e criamos a partir das dimensões social, científica, política, ecológica e filosófica da nossa era, já caraterizada como Antropoceno.  Do diálogo entre estas duas dimensões de trabalho nascem propostas caraterizadas pelo cruzamento de linguagens, técnicas e abordagens, em lugares importantes para os seus habitantes. 
Este website pretende explorar as possibilidades dos novos media em intervenções artísticas presenciais e virtuais. Pretende ainda criar uma sobrevida digital de longa duração a eventos efemeramente implementados em locais físicos.